Universitários (UEMA) de Palmeirândia são vítimas de Xenofobia por aluna de São Bento !

COMPARTILHE !!!

Antes de começarmos a discorrer sobre a matéria queremos conscientizar a todos sobre o que significa Xenofobia e o quanto essa prática é nojenta e desprezível.

Xenofobia é definida como “atitudes, preconceitos e comportamentos que rejeitam, excluem e difamam as pessoas com base na percepção de que são estrangeiros à comunidade ou sociedade nacional”. Em poucas palavras, xenofobia é a demonstração de ódio ao estrangeiro, ao migrante, com atitudes e comportamentos discriminatórios.

A universitária Jaiany Botelho do curso de Gestão Ambiental da UEMA de São Bento-MA, cometeu crime de Xenofobia contra alunos de Palmeirândia que são da mesma turma que ela.

Áudios com a voz da universitária vazaram no Whatsapp neste fim de semana, lá ele chamava os palmeirandenses de “acaboclados” , “Zé Povinho”, “Povo do Mato”, “Povo Rural” e etc ….

Após a repercussão negativa nas redes sociais ela voltou a gravar mensagem de áudio, só que dessa vez pedia desculpas por ter sido “anti-etica”

Só que isso não se trata de ética e sim de um crime, ela teria que ser responsabilizada criminalmente, responder pelas asneiras que falou …

Todos merecem respeito, não importa se é de Palmeirândia, São Bento ou qualquer outro lugar do mundo, respeitem as diferenças, respeitem o próximo …

Aguardamos o pronunciamento oficial da UEMA sobre o caso, uma Universidade renomada não pode permitir que seus universitários adotem tal postura

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.