Coronel que presenteou filho com viatura é afastado pelo governador!

COMPARTILHE !!!

Flávio Dino ordenou que a Policia Militar do Maranhão adote as medidas cabíveis para que seja instaurado o Conselho de Justificação.

Após o caso do filho do coronel que foi parado em uma blitz sem habilitação e com um veículo da Policia Militar descaracterizado e cedido pelo pai, ganhar repercussão, o governador Flavio Dino decidiu afastar o oficial superior Marco Antônio Terra Shutz de suas funções.

Dino destacou a atitude do oficial superior como:

“Violação dos preceitos da ética policial-militar”. O documento assinado pelo governador ainda menciona: “O militar permitiu que pessoa estranha à corporação fizesse uso, em proveito próprio e sem observância das formalidades legais, de viatura policial integrante do patrimônio do estado do Maranhão, inclusive com retirada da plotagem de identificação da Polícia Militar”.

Flávio Dino ordenou que a Polícia Militar adote as providências cabíveis para que seja instaurado o Conselho de Justificação a que deve ser submetido o Coronel Terra, onde o mesmo pode ser até expulso da corporação.

O fato ocorrido com o filho do Coronel Terra, da Polícia Militar, que foi flagrado em uma blitz na Avenida dos Holandeses, na Ponta d’Areia, em São Luís capital, dirigindo uma Mitsubishi Pajero, da corporação. Ele não possuía a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Além disso, os policias que realizavam a fiscalização descobriram que o adesivo que identifica o veículo tinha sido arrancado.

Quando os policiais se preparavam para encaminhar o motorista à delegacia e devolver o veículo para o pátio da Policia Militar, o Coronel deu ordem que o rapaz fosse liberado. Diante da ordem, o filhinho do papai seguiu seu caminho como se nada houvesse acontecido. O caso ocorreu na quarta-feira passada (4).

Não é a primeira vez que o mesmo oficial se mete polêmica, em 2017 a Delegacia Especial da Mulher (DEM) abriu um inquérito para investigar um caso de agressão a uma policial militar dentro do Comando Geral da corporação em São Luís. Segundo o boletim de ocorrência registrado pela delegacia, as agressões teriam sido cometidas pelo Coronel Terra, que segundo a delegada titular Wanda Moura, estaria em um relacionamento amoroso com a vítima.

Comentários