Abatedouro municipal de Palmeirândia – uma ameaça à saúde da população

COMPARTILHE !!!

Mais uma denuncia apresentada pelo vereador Moiza da D20, que vem se mostrando muito atuante, sempre expondo as mazelas da atual gestão, e defendendo os interesses do povo.

Carnes de animais mortos em locais insalubres, como é o caso do abatedouro municipal de Palmeirândia podem transmitir doenças graves, como cisticercose, que ataca o cérebro, e toxoplasmose, que provoca problemas no fígado, pulmão e coração.

O abatedouro não tem as minimas condições estruturais para garantir que no processo de abate não haja contaminação da carne. Outro problema muito grave, é a falta de planejamento com os restos mortais dos animais abatidos que ficam expostos ao relento, e agridem o meio ambiente, uma vez que os dejetos são atirados em córregos próximos à região que vão de encontro ao campo “pantanal da baixada”, região onde muitas famílias tiram seu sustento através da pesca, as partes que sobram ficam simplesmente deixados para apodrecer ao ar livre, sem qualquer tipo de tratamento.

Comentários